Adarn

Blog

08 Dez 2015

Conversa com dados no distribuidor. Como fazer?

Postado em Artigos por Adarn às 16h22
Conversa com dados no distribuidor. Como fazer?

Conversa com dados no distribuidor. Como fazer?

O que diferencia seu negócio da concorrência no mercado de distribuidores? Preço e qualidade na entrega, sem dúvida, são fatores importantes, e cada vez mais, não serão suficientes. A capacidade de responder rapidamente às transformações do mercado e aproveitar as oportunidades que elas oferecem serão o grande ponto de virada para sua empresa. E como chegar lá?

O caminho passa obrigatoriamente pela adoção de tecnologias que permitam conversar com os dados do atacado distribuidor. Isso significa fazer uma análise flexível das informações internas e externas para tomar decisões assertivas no menor tempo possível. Por esse motivo, a tecnologia de Business Intelligence (BI) é um caminho sem volta que levará a gestão da sua empresa a um novo patamar, necessário para que a empresa continue crescente.

Planilhas estáticas, com inúmeras abas, que dependem da atualização manual dos dados estão sujeitas a falhas e as informações acabam ficando desatualizadas pelo tempo que esse processo leva. Além disso, criar novos indicadores nelas é algo complexo e demorado e a visualização não facilita um entendimento imediato do cenário. Pode ser que sua equipe esteja acostumada a trabalhar dessa forma, mas será que é o melhor modelo para o seu negócio progredir daqui para frente? Os números provam que não.

O Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, afirma que mercado mundial de Business Intelligence e Data Analytics deve atingir US$17 bilhões em 2016. Ou seja, quem não estiver atento ao assunto, vai ficar para trás.

Há uma demanda cada vez maior por análises mais avançadas, capazes de responder a perguntas complexas, mas que sejam operadas de forma simples e com total autonomia pelas áreas de negócio. Essas perguntas podem ser, por exemplo, para entender como o cliente final consome: se faz compras semanais ou se visita o varejo mensalmente. Com isso, é possível planejar melhor a meta de vendas e o mix de produtos oferecido para cada cliente da sua carteira.

Como você leu aqui no blog, sua empresa tem muito para te contar, mas é preciso ter o veículo certo para conseguir ouvir! E a boa notícia é que as planilhas estáticas podem ser facilmente migradas para os painéis dinâmicos do sistema de BI, gerando dashboards que facilitam muito a visualização dos dados e a análise das informações. Com isso, a tomada de decisão fica muito mais segura e ágil.

O software de BI permite ao usuário interagir com os dados, cruzando-os para identificar rapidamente as falhas do processo e mais do que isso: chegar na causa dos problemas e solucioná-los de vez. Por exemplo, trabalhando com os indicadores de BI. Se o indicador de pedido perfeito (aquele sem avarias, devoluções, cortes ou falhas) tem ficado abaixo da meta, o gestor de logística cruzar os dados do BI para avaliar:

1. Se o processo de compras foi correto (a quantidade deve estar adequada ao planejamento de vendas);

2. Se a organização do armazém está feita da forma mais eficiente (se o produto existe, mas não foi localizado para entrar no pedido é preciso tomar uma ação rápida);

3. Se a forma de carregar o caminhão está causando avarias nos volumes (e com isso identificar se é preciso contratar mais pessoas para fazer o carregamento ou instalar uma rampa que iguale a altura da doca à do caminhão), entre outras possibilidades.

Com uma planilha estática e desatualizada, certamente, sua empresa demoraria muito mais para encontrar e solucionar os problemas que derrubam a produtividade e a performance da equipe, não é mesmo?

Para Carrie Johnson, vice-presidente sênior da Forrester Research, a negação digital é uma estratégia fatal aos negócios. Os líderes vão incorporar o digital em todas as partes do negócio, harmonizar experiências virtuais e humanas, e serem capazes de mudar rapidamente seu o comportamento para se adequarem às demandas do mercado.

Como você percebeu, o uso do Business Intelligence é um caminho sem volta que está diretamente relacionado ao sucesso do atacadista distribuidor. Por isso, se sua empresa ainda não está aproveitando a tecnologia para conversar com os dados e dar um salto em produtividade e lucratividade, fale com a PC Sistemas!

Brunno Barbosa
Gestor de Oferta - Inteligência de Negócio da PC Sistemas
brunno.barbosa@pcinformatica.com.br - blog.pcsist.com.b

COMPARTILHE:
Seja o primeiro a comentar este post
Voltar